. . Mania de Organizar e Viver Saudável: Janeiro 2011

30/01/2011

Saladinha de feijão branco


Nestes últimos dias temos tido um clima com temperaturas muito altas por aqui. Então, não tenho sentido vontade nem necessidade de comer algumas comidas tradicionais como arroz com feijão, carne assada, macarrão, etc. Tenho aproveitado o calor para comer saladas com proteínas como queijo, kani e também frango. Tomo muito líquido como chá mate, sucos de frutas, mas o principal é a água pura, tudo bem geladinho.
Na semana retrasada, fui almoçar no Sesc, mas na hora que cheguei com minha filha, o restaurante já estava fechado. Gosto de almoçar no Sesc. Eles preparam uma comida leve, saudável, com pouco sal e temperos, peixe, carne ou frango (normalmente dois desses três), saladas, legumes e a sobremesa é sempre doce (pequena porção) ou fruta. E o legal é que eles tem o acompanhamento de uma nutricionista e já vi recolherem porções da comida para testes. Isso me dá segurança na questão da higiene também. Mas, como chegamos tarde, a alternativa foi pegar a salada que é servida na lanchonete que fica na área de convivência. Custa R$ 3,00 e satisfaz como refeição completa. Foi servida num bowl e tinha como ingredientes: pepino, tomate, feijão branco, azeitonas pretas fatiadas, folhas verdes e pedaços de queijo. Estava deliciosa, fresquinha e eu fiquei satisfeitíssima.



Bom domingo para vocês.

Quel

Carinho de leitora - selinho



Ganhei meu segundo selinho, da Amanda do blog Sorrir Sempre que me visita e comenta meus posts. O blog dela é novinho, mas vale a pena dar uma bisbilhotada.
Amei! As regras são: responder a essas perguntas e indicar blogs para o selo.


PERGUNTAS:

1. Nome: Raquel
2. Onde nasceu: Santos/SP
3. Uma música: Unforgettable de Nat King Cole
4. Humor: simpático, na maioria das vezes
5. Uma cor: branco (a outra é azul)
6. Uma estação: inverno – a gente se conserva mais
7. Como prefere viajar: com a família
8. Um seriado: CSI – Investigação Criminal
9. Frase: "Para Deus, nada é impossível!".
10. Palavra/frase mais dita por você: "te amo" – para meu esposo e filha - "Deus te abençoe" - para as demais pessoas


INDICAÇÃO PARA O SELO:

Todos os blogs que visito diariamente e encontram-se listados à direita nessa janela do meu blog. Quem quiser, receba com muito carinho.

Obrigada, Amanda.
Valeu pelas visitas!
Beijos

Quel

29/01/2011

Tons de ameixa - blogagem coletiva de esmaltes

Oi, pessoal, estava com saudades. Fiquei um tempão sem postar porque viajei e fiquei sem internet. Senti falta de visitar os blogs e terei que ler muito para me atualizar.
Mas aqui estou para mostrar o esmalte da semana que é ameixa e participar da blogagem coletiva da Fernanda Reali. Essa cor foi o mais próximo que encontrei na coleção da minha filha. Até pensei em comprar, mas não consegui. Passei o Mascavo da Colorama (única camada - lembra da preguiça?) e por cima o Gliter Misto da Big Universo. Gostei muito do resultado.
Sabe que estou ficando craque na pintura das unhas? Já não demoro tanto a fazê-lo. Na maioria das vezes não tiro a cutícula, só hidrato com produto próprio para isso (na foto) e depois empurro.






Curtindo as férias

Meu marido entrou de férias (pena que só serão quinze dias) e demos umas saidinhas para passear um pouco. Fomos à praia de Juquehy, que fica em São Sebastião, litoral norte de São Paulo num domingo e retornamos no dia seguinte. Aproveitamos a praia só no primeiro dia, porque no dia seguinte choveu. Mas, apesar do pouco tempo, foi um período legal em que pudemos descansar e estar com amigos. A casa é muito agradável e tem um jardim super bem cuidado.



Jardim com flores lindas.

Linda - flor exótica.

Passeio no shopping - restaurante.

Passeio com as princesas que também estavam na casa.

Na semana que vem postarei fotos do segundo passeio que foi um pouco maior.
Desejo um bom dia a todos vocês. Beijos.

Quel

21/01/2011

Blogagem coletiva de esmaltes e salada de verão

Para participar da blogagem coletiva que a Fernanda Reali está postando no seu blog aos sábados, pintei com a cor Amor de Verão que é uma das cores da coleção Tropicaliente que a Impala lançou nesse verão. 

Estou amando participar, porque nunca havia dado importância às minhas unhas, deixava sempre pra último plano e acabava não pintando. Agora não!, me obrigo a parar e cuidar de mim nesse sentido, e isso é muito bom.

Gostei muito desse tom de rosa, embora “nunca” usaria em outras épocas. Estou mudando, tendo coragem de usar essas cores que sempre achei lindas, mas não tinha coragem de usar.




E já que citei a estação presente algumas vezes, posto aqui a foto de uma saladinha que preparei durante a semana para o almoço. Só coloquei no prato um pouco de arroz integral para acompanhá-la, porque já vem com a proteína do kani e tamblém alface, cenoura ralada e tomate fatiado. O tempero, coloquei no prato: azeite com mix de ervas e aji-sal.




Nessa semana que está terminando, não tive muito tempo para postar porque tive muito trabalho aqui no prédio. Vazamentos e mais vazamentos! Alguém merece isso nas férias?
Também não tive muito tempo de fazer comentários para minhas amiguinhas, mas visitei alguns blogs.
Vou passear mais um pouquinho e talvez fique sem computador. Mas nos vemos na semana que vem.
Um beijo grande para meus leitores.

Quel

18/01/2011

Já virou hábito – dieta coletiva



Estava viajando e cheguei ontem no início da noite em casa, mas sem condições físicas de postar. Só tomei banho, comi um sanduíche natural de frango com milho e me deitei. Estava com muita dor nas costas, porque acho que meu corpo deve ter estranhado o colchão. Acho que antes das 22h já estava dormindo.
Então resolvi postar hoje, mesmo atrasada. Nas próximas vezes, se eu conseguir, vou deixar pronto antes com programação para ser publicado no dia.
Hoje resolvi postar a foto de produtos que são de consumo comum no café da manhã aqui em casa (só não fotografei a fruta, porque faltava cortar - banana prata). 

Queijo branco, pão integral, requeijão light, margarina light e adoçante.

O queijo branco é menos calórico, o pão integral é importante porque contém fibras e ajuda no bom funcionamento do intestino, o requeijão light tem menos gordura, assim como a margarina light e o adoçante que é zero açúcar. Fatio o queijo branco, coloco no pão e coloco no grill para esquentar e derreter (nem passo margarina ou outra coisa). Como no máximo duas fatias, mas preciso reduzir para uma.
Até dez anos atrás, não usava nada light, diet, zero de açúcar, muito menos queijo branco e tomava refrigerante. Não comia quase frutas, legumes e consumia pouquíssimas verduras. Tinha hábitos comuns, como havia recebido de instrução de minha família.
Ao me perceber no sobrepeso, descobri que a  mudança de hábitos alimentares ou Reeducação Alimentar (RA) seria fundamental para emagrecer e para que meu corpo tivesse saúde. A questão maior não foi somente o peso, mas a possibilidade de adquirir problemas como colesterol alto e hipertensão. Com o tempo aprendi que RA é poder comer de tudo, mas pouco e com equilíbrio. Doces são permitidos, mas em pequenas quantidades. 
Mas, por que chamar de RA? Porque a educação de como nos alimentarmos, recebemos de nossos pais e pessoas de nossa convivência. E quando temos consciência da necessidade de mudar nossos hábitos alimentares, aderimos à essas mudanças e nos reeducamos para comer.
Além desses produtos da foto, é hábito aqui em casa não fazer fritura de forma alguma e não consumir refrigerantes. Além disso, as frutas, verduras e legumes (mesmo congeladas) fazem parte da nossa lista de compras. Comemos carne vermelha no máximo duas vezes por semana, porque um amigo médico nos disse que não poderíamos cortar, principalmente pela minha filha que estava em fase de crescimento. Ele me disse que essa carne ajuda na formação das fibras musculares. O peixe também consumimos pouco (embora more na praia), mais pela preguiça de ir até o entreposto para comprar. Compro no hipermercado mesmo, nas bandejas. Gosto do salmão e também do filé de saint peter porque não vem com espinhas. Tempero com limão e sal e coloco para grelhar na frigideira (uso o temperinho se vier junto).
Nossa saúde está boa, embora em alguns exames que faço, o triglicérides apareça um pouquinho acima, principalmente no verão, mas sei que é por causa do sorvete.
Antes meu marido falava que eu era “fissurada” em sorvete. Acontece que ele e minha filha também ficaram. Ontem, quando voltamos de viagem, passamos no Extra para fazer algumas compras de geladeira, e... adivinha. Trouxemos três potes, mas não fui eu que peguei, foram pai e filha. Depois, eu é que sou “fissurada”.
Bem, espero que gostem das dicas, menos da dica do sorvete, é claro. Não consumam tanto, a não ser que se exercitem muito. Hoje teremos exercícios físicos em família por aqui.
Um ótimo dia para vocês. Beijos.

15/01/2011

Brasileiro tem “coração grande”


Não, não é uma doença, é uma virtude. Estava fazendo a leitura dos blogs que sigo e fiquei impressionada com as campanhas e incentivo a colaboração com as vítimas das últimas catástrofes. Que bom podermos usar essa ferramente para o bem.
Gente, é enchente que não acaba mais.
Ontem assistindo a um programa jornalístico no final da tarde, vi ao vivo, a queda de uma casa inteira derrubada pela enxurrada. Ainda bem que a família já havia abandonado a mesma. Só ficou um gatinho que pulou na água quando a casa caiu, mas não sei se sobreviveu. Cena chocante que aconteceu em São Paulo, capital.
Durante a semana, também vi cenas em Atibaia/SP, onde a água chegou a mais de 2 metros de altura dentro das casas. Uma mulher entrou no barco no andar de cima de sua casa.
Mas, mais chocante é saber que tanta gente morreu por causa de deslizamentos, enxurradas, etc. Muita gente mesmo, na Região Serrana do Rio. Gente pobre, gente rica, crianças, adultos, idosos e animais também.
Mas, também li notícias como esta: “A solidariedade dos cariocas fez com que o Hemorio conseguisse, em apenas quatro dias, volume de sangue suficiente para atender toda a região serrana por duas semanas. Com isso, o Hemorio bateu o recorde histórico de doações, além de esgotar a capacidade do estado para coletar sangue de pessoas que foram até lá para ajudar as vítimas das fortes chuvas e dos deslizamentos de terra nos municípios de Nova Friburgo, Petrópolis, Teresópolis e Sumidouro. De quarta-feira (12) até ontem (14), 3.562 voluntários compareceram ao instituto para doar sangue, o que corresponde a um crescimento de mais de 200% em relação ao mês anterior. Durante os últimos dias, o Hemorio esteve lotado de voluntários que desejavam doar sangue às vítimas da tragédia na região serrana.” – Correio do Brasil.
Nessas horas percebo como o coração do brasileiro é grande em sua maioria. Ele se compadece do necessitado e sofre quando vê o outro sofrer.  Somos assim. Mas só se compadecer e sofrer junto não é suficiente, temos que colaborar materialmente também.
Vamos seguir o exemplo dos cariocas, povo colaborador e solidário, participando de alguma forma:
1-     depositando valores em contas correntes divulgadas aqui;
2-     enviando para a Cruz Vermelha que divulgou endereços em diversos estados para receber doações destinadas às vítimas da tragédia. Pedem para doar água potável, alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonetes, pastas de dente e fraldas descartáveis. Veja a lista com os endereços aqui;
3-     sendo voluntários (se morar em Niterói) – veja pedido aqui;
4-     participando como blogueira(o) do movimento de Doação de Amor e Arte – veja aqui.


Além dessas atitudes, devemos orar por todos os que sofrem pela perda de seus entes queridos. Famílias dizimadas: pais que perderam seus filhos, filhos órfãos, cônjuges que perderam seu parceiro ou parceira, etc
Naquilo que podemos, devemos ajudar, lembrando-se que hoje eles precisam, amanhã poderemos ser nós a precisar.

“Ame ao seu próximo como se fosse você, como se a dor que ele sente fosse a que sente você. Ame ao seu próximo como se fosse você, como se a dor que ele sente doesse mais em você.”


Com carinho.

Quel

14/01/2011

Pretinho básico - blogagem coletiva de esmalte


Nunca me imaginei usando esmalte preto. Mas me animei com a blogagem coletiva da Fernanda Reali e resolvi experimentar. E sabe que gostei?


Usei o Black da Colorama e passei o Cintilante Isis da Big por cima, para dar uma “quebrada” na negritude do mesmo. Gostei do efeito.

Eu, pintar as unhas toda semana? Nem dava importância para isso. Mas minha auto-estima subiu, porque me sinto mais arrumada, mais bonita. O esmalte está virando acessório mesmo, como os brincos.

Beijos

Quel

12/01/2011

Organizando a pia para manter a higiene

Ontem li o post no blog da Clô – Casa Mia com o título Pia Limpa: “Eu sempre lavo primeiro copos e xícaras, acho que se deixá-los para o final engorduram muito. Depois passo para os talheres, pratos e as panelas ficam para o final (pois gosto de deixá-las de molho em água quente com sabão). Coloco tudo no escorredor e vou limpar a pia. Recolho todos resíduos de alimentos, espalho detergente, limpo toda a cuba da pia. Retiro os pratos do escorredor, seco e guardo.”
Engraçado que ontem logo cedo havia pensado em fazer um post falando a respeito da minha esponja e pia. Faço quase tudo igualzinho a ela, mas não seco louça, sempre deixo escorrendo, depois guardo. Só dou uma secadinha final se precisar. Meu escorredor é grande e não ocupa espaço na pia (fica pendurado). Lavo a cuba com um produto multi-uso porque acho que deixa mais limpinha. Passo o rodinho sobre a pedra para não deixar molhada.
Então, resolvi fazer essa citação e acrescentar algumas ideias que podem ficar como sugestão.
Temos o hábito de não deixar os copos sujos dentro da cuba para não engordurarem. Depois de usados, sempre faço uma pré-lavagem só com água e deixo de molho para não grudar, se for uma vitamina, por exemplo.
Não uso sabão em barra, só detergente, aprendi isso com uma amiga antes de me casar. Ela dizia que não usava porque ficava uma meleca só, a vasilha onde este era colocado. Eu concordei e quando me casei, aderi a idéia em minha casa. Então, há 21 anos, meu marido fez um porta detergente com um pote de acrílico que servia para guardar biscoitos. Fez um furo para colocar uma torneirinha dessas de filtro e furou na parte de trás para pendurá-lo na parede. Eu amei a idéia e é o mesmo até hoje. Só troquei a torneirinha uma vez, porque quebrou, mas é super baratinha. Depois de alguns anos comecei a ver alguns modelos prontos para vender.

Porta detergente


Higienizo minha esponja no micro-ondas (potência máxima – 1 a 2 minutos), num pires, molhando um pouco antes. Mata as bactérias. Li a respeito que pode-se também usar água sanitária, mas já experimentei e deixa a esponja amarelada, não gostei. Gosto dessa esponja azul porque posso lavar minhas panelas de teflon sem o perigo de riscá-las. A esponja verde e amarela só utilizo para limpeza (vou contar baixinho: não deixo a faxineira usar - ela está aqui hoje - senão ela sai arranhando as coisas pela casa com ela, por exemplo, a válvula do vaso sanitário). Eu escondo essas. Ah, e tem que ter uma para cada coisa, a da cozinha, a do banheiro, a das paredes e portas quando preciso, etc.



E outra coisa importante é o paninho que uso para limpar a mesa, secar a pia, etc. Uso, lavo e deixo sempre pendurado para não ficar com mau cheiro. Mas, quando percebo que está com cheiro forte, lavo bem com detergente e depois coloco num pratinho no micro-ondas também, molhado. Umas gotas de água sanitária também higienizam. Eu uso perfex, mas ele dura vários dias. Quando vejo que está ruim, jogo fora. Sei que seria mais ecológico usar um tecido de algodão para reutilizar, mas não consigo, fica gosmento, não gosto.


Penduro também nesse pendurador, que fica bem acima da minha pia, o pano para secar as mãos. O pano de pratos para secar louça, penduro em outro lugar, o meu sempre está seco.
Bem, espero que tenham gostado das dicas. Um ótimo dia para vocês.
Beijos

Quel

10/01/2011

Meu cardápio é bom, mas a quantidade e os doces são problemas a resolver - Dieta Coletiva


Quero falar a respeito de dieta e atividade física.
Eu fui muito magra na minha infância e início da adolescência. Quando tinha 13 anos, meu corpo se desenvolveu e também comecei a engordar. Como foi uma espécie de explosão, fiquei apavorada e resolvi que não seria gorda. Comecei aos 14 anos aprendendo a fazer exercícios físicos sozinha mesmo (me inspirava em revistas), pois não tinha como pagar academia naquela época. Adquiri então o hábito de me exercitar e gostei tanto que escolhi tirar a Licenciatura em Educação Física. Nunca trabalhei como profissional nessa área, mas isso é outra história que não dá pra contar agora. Aliado aos exercícios, resolvi diminuir a quantidade de comida. Deu certo. De 59kg cheguei a 51kg, mas desse jeito reconheço que fiquei muito magra. Quando me alimentava, não saía da mesa estufada e parecia sempre que tinha sobrado um espaço no meu estômago. Mas o legal é que me sentia bem. Ganhei um pouco de peso e estacionei em 54kg até os 26 anos que foi a idade com que me casei.
Pouco antes do casamento já ganhei 3kg num curto período. Acho que foi a ansiedade.
Ganhei mais alguns quilos e quando engravidei pesava 61kg. Melhorei minha alimentação, cortei algumas besteiras, fiz ginástica e hidroginástica para gestantes. Ganhei somente 9kg na gravidez e um mês depois já havia voltado ao meu peso normal.
O acúmulo de peso foi gradual e com quase 12 anos de casada, estava pesando 12 quilos a mais, tanto eu quanto meu marido. Havíamos adquirido numa média, um quilo por ano.
Nunca tomei remédio para emagrecer, mas já fiz a dieta das frutas: A Dieta de Beverly Hills, da Judy Mazel, mas não deu muito certo. Até tenho o livro com o Plano Para a Vida Inteira. 
Resolvemos então reeducar nossa alimentação e mudar hábitos adquiridos desde pequenos. Passamos a comer direito, alimentos saudáveis, mais frutas, mais verduras, seguindo um cardápio que já citei num post mais antigo e está disponível aqui. Cortamos de vez o líquido durante as refeições e passamos a tomar somente uma hora depois. Eu consegui emagrecer 3 quilos em um mês e ele, 6. Homem emagrece mais rápido, é o que dizem e isso realmente aconteceu com meu marido. A única coisa que não conseguimos cortar, foram os doces. Sempre fomos duas “formigas doceiras” e ganhamos uma formiguinha igual. Minha filha cresceu maluca por doces. Sei que a culpa é minha, mas meu pai também era “formiga” e aprendi com ele. Desde então, comemos alimentos saudáveis, mas os doces nos fazem perder a chance de nos manter magros. No meu caso, preciso também diminuir a quantidade de comida e os cafezinhos. Bebo bastante água todos os dias, mas sem forçar, bebo quando sinto sede. Como de três em três horas e se passar, meu corpo já reclama (fico com dor de cabeça ou no estômago).
A atividade física sempre fez parte da nossa rotina, mesmo da minha filha que começou a natação com menos de dois aninhos. Mas acabamos parando por alguns períodos no ano passado e isso não nos fez bem. Meu marido foi o único que não desanimou, levanta-se mais cedo e faz ginástica em casa mesmo, antes de sair para o trabalho.
Resolvemos então investir um pouco mais sério na atividade física para podermos nos dar ao luxo de comer doce, tomar sorvete, essas coisas gostosas e tentadoras. Nosso presente de Natal de 2010 foi um mini-trampolim para fazer exercícios aeróbicos (jump fit). Queima muitas calorias em poucos minutos e não dá impacto como uma corrida normal. A rematrícula na academia já foi feita para aulas de alongamento e musculação. Minha filha vai fazer outras atividades.
Estou procurando controlar minha alimentação e espero jogar fora uns 6kg. Vamos ver se consigo.
Veja abaixo como estou tentando:
Meu café da manhã foi pão integral com queijo branco e café (gosto de comer mamão, mas o que comprei está verde).
No lanche da manhã, comi banana amassada com aveia. Depois tomei suco de abacaxi com hortelã.
Almoço bem light! Aprendi que não se deve cortar o arroz totalmente, por isso, procuro comê-lo uma vez por dia, dá energia. De vez em quando preparo o integral. Tiro a pele do frango para ficar mais magro. Quanto aos legumes, comprei (sempre compro) um mix congelado que ponho na panela sem água, com o fogo baixo e mexo de vez em quando até ficar macio, só refogando. Depois é só jogar um azeite extra-virgem e não abusar do sal porque retém líquido no corpo. 

Prato simples e saudável.


Para a sobremesa, fiz gelatina de uva diet. Minha filha até me tentou com umas jujubas, mas eu resisti e esperei um pouco mais para tomar um cafezinho.


Gelatina diet para matar a vontade de comer doce.

Desejo a quem está participando, sucesso nas escolhas e determinação nessa empreitada.
Trate seu corpo com respeito e o carinho que ele merece. Sua saúde agradece.
Um grande abraço.

Quel

07/01/2011

Blogagem coletiva do esmalte azul - Fernanda Reali

Até já mostrei minhas unhas pintadas de azul neste post. Mas como quero participar da blogagem coletiva de esmaltes amanhã no blog da Fernanda, posto novamente a foto.



Até um tempo atrás, não teria coragem de usar esmalte azul. Acho que mudei, incentivada por minha filha e pelas amigas blogueiras.
Minhas unhas com essa cor fizeram o maior sucesso. Recebi vários elogios. E sabe que a cobertura que dá o efeito fosco protege tanto que o esmalte permaneceu intacto por uns 7 dias? E preste atenção, porque lavei louça todos esses dias. Gostei.
Desejo a vocês desde já um fim de semana muito bom para descansar. Se fizer sol, aqui vai dar praia ou piscina, com certeza!
Beijos

Quel

06/01/2011

Finalmente o sol brilhou



Hoje foi um dia corrido: fiz depósitos em dois bancos diferentes, coloquei correspondência nos Correios, fiz compras no supermercado, paguei conta, dei alguns telefonemas, etc.
Mas, como finalmente tivemos um dia quase inteiro de sol, ainda consegui tirar um tempo para relaxar no Sesc. Mostro aqui um pouquinho do que fiz.

Tirei fotos desse jardim porque achei bonito. 

Dei uns mergulhos na piscina.

Comi uma refeição deliciosa - almoço super light.

Tomei um capuccino enorme.

Comprei uns tecidinhos.

Comprei uns esmaltes.

Ainda não sei o que farei com os tecidos, mas gostei muito das estampas. O da direita é um pedaço de feltro. Nunca fiz nada com feltro. Vou pensar em algo criativo, talvez alguns coraçõezinhos como os que tenho visto por aí.
Quanto aos esmaltes, a colecionadora é minha filha, mas usarei o primeiro, amor de verão, para postar na blogagem coletiva de esmaltes da Fernanda Reali no dia 22 de janeiro.

Apesar de ser um dia corrido, foi um dia relaxante também. Para mim o verão começou hoje.
Foi um dia especial porque fiz tudo isso em companhia da minha filha.
Voltamos para casa cansadas (só relaxamos a cabeça), mas felizes.
Bom final de noite pra vocês.

Quel

04/01/2011

Estamos todos de TPM – organizando as finanças


Após iniciarmos um novo ano, caímos na real ao percebemos que a TPM apavora tanto homens quanto mulheres. Afinal, todos tem que parar para fazer as contas e chegar à soma Total de Pagamentos do Mês - sigla extraída do livro Guia do Pão-Duro 2 de Gustavo Nagib. Não riam, mas eu gosto de ler esse livro e tenho o número 1 também. Não me considero pão-dura, mas sou controlada e ele dá dicas legais de como não gastar demais todos os dias e não somente no final do ano.



Aproveite e assista ao filme “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom” e veja como se comporta uma Shopaholic (esse é o nome original do livro), que tem compulsão por compras e as confusões em que se mete a personagem. Chame as crianças para assistir também porque é instrutivo.
Ter autocontrole para não gastar demais ou em coisas fúteis é o segredo para evitar o stress. Aprendi um exercício para comprar só o que é realmente necessário: quando estiver querendo muito alguma coisa, volte para comprá-la 24 horas depois. Pode ser que já não a queira mais no dia seguinte.
E se resolver comprar, lembre-se sempre de imaginar onde aquilo será colocado em sua casa e o espaço que vai ocupar. Do contrário, satisfaça-se somente admirando. Não devemos ter tudo que é lindo e maravilhoso, só por ter.



Também é importante ter o controle do que vamos receber e do que teremos a pagar. Arranje um bloco ou caderno e faça suas anotações para não ter surpresas ruins no final do mês. Faça à mão mesmo, foi assim que começamos, eu e meu marido, logo depois de casarmos. Tínhamos um livro de capa preta e anotávamos as receitas e despesas. Valeu a pena ter esse controle. Veja a imagem da planilha que usamos no dia a dia para controlar o que temos a receber e a pagar (os valores são simulados). 



Se quiser saber mais a respeito do assunto, leia essa matéria aqui onde a contadora Simone Domingues ensina como escapar das dívidas e ficar de “bem” com as finanças - abaixo, algumas dicas:

- Priorize o pagamento das contas que cobram juros altos
- Renegocie e quite as suas dívidas
- Poupe 20% da renda total, por mês
- Priorize as despesas essenciais
- Corte gastos extras, prefira guardar a sobra em uma poupança
- Sempre que possível faça compras à vista
- Evite os gastos por impulso, pense sempre antes de comprar
- Administrar a vida financeira significa gastar dentro dos limites do que se ganha

Desejo que você tenha um início de ano sem stress e que no próximo ano você avalie e chegue a conclusão de que pequenas mudanças de hábito nas finanças valeram a pena. Um abraço.


02/01/2011

Torradas francesas no primeiro café do ano


Após a ceia de Ano Novo, fomos dormir perto das 2h da madrugada, mas quando deu 8h eu já estava de pé. Acordo no automático e não consigo ficar na cama, tenho que levantar, senão fico com muita dor de cabeça o resto do dia. Mesmo nas férias ou finais de semana, acordo cedo.
Acho legal a ceia de Ano Novo, mas também me amarro no café da manhã. Aqui em casa, sempre é um café da manhã mais caprichado, afinal, é o primeiro do ano. Para mim é uma festa também. A gente come panetone, rabanada, bolo de frutas, frutas secas, etc.

Cuptone com cobertura de chocolate, panettone e palmiers.

Até um tempo atrás, minha mãe ficava encarregada de preparar rabanadas nos preparativos da ceia e preparava-as ao longo do dia 31. Lembro que eram colocadas na mesa, mas ninguém comia porque estávamos todos satisfeitos quando terminávamos de cear. Comíamos então no café da manhã do dia seguinte. Meu marido gosta de comê-las geladas.
Então preparei como bebidas, o café, chocolate gelado e o suco de melancia da ceia. Para comer, cuptones com cobertura de chocolate (veja receita aqui), panetone Sta. Edwiges (esse é o que gostamos aqui em casa), palmiers comprados prontos (é uma espécie de biscoito folhado) e como atualmente já não fritamos rabanadas, resolvi fazer torradas francesas. É uma espécie de rabanada, mas não é mergulhada no óleo e só grelhada na manteiga. Na verdade, a torrada francesa é a versão americana da rabanada portuguesa. Como não comprei pão próprio para rabanada, utilizei pão francês e experimentei também com pão preto de forma. E um detalhe importante é utilizar a frigideira tipo teflon, porque senão gruda tudo. Veja a receita abaixo:

Torradas Francesas ou French Toasts.

4 pães do tipo francês ou 8 fatias de pão de forma
1 copo de leite misturado em 4 ovos batidos
margarina para grelhar
açúcar e canela misturados

Cortar os pães em fatias de 1 dedo de largura ou cortar em quatro pedaços se for pão de forma.
Coloque a frigideira em fogo baixo com um pouco de margarina.
Mergulhe cada fatia na mistura de leite com ovos, tomando cuidado para não encharcar demais.
Grelhe as fatias e vire quando estiverem douradas.
Passe-as no açúcar com canela.

Apesar de ter levantado às 8h, só tomamos café às 10h da manhã, que foi quando o restante da família acordou.
Como começou a chover à tarde e não parou mais, nem destrancamos a porta de casa para sair. Ficamos "repolhando", como disse a Julia Roberts em Uma Linda Mulher. Assistindo tv, comendo, sem fazer nada, só descansando. Merecemos isso logo no início desse ano, porque o final do ano que acabou foi bem agitado.
Hoje foi igual, porque a chuva não parou. Ainda bem que não combinamos nada com ninguém ontem e hoje. Amanhã voltaremos à nossa rotina normal.
Desejo um final de domingo tranquilo e uma boa semana para vocês. Beijos.

Quel

01/01/2011

Receitas da ceia e fogos na virada 2010/2011

Ontem foi o último dia do ano de 2010. O meu balanço é de que foi um ano de muitas vitórias. Graças a Deus, consegui realizar sonhos que estavam guardados há muito tempo e passamos com saúde, eu e minha família. Contribuímos com nossas idéias, nosso trabalho e nosso empenho para que outras pessoas também tivessem momentos bons e fossem ajudadas em situações difíceis. Colaboramos com a preservação da natureza, adquirindo uma consciência ambiental mais ampliada. E não posso esquecer do meu blog, que é algo que descobri e montei no segundo semestre desse ano, que tem me trazido muitas alegrias e descobertas nas visitas aos que compartilham desse espaço tão criativo, a blogosfera.
Resolvemos que faríamos a ceia só para nós três aqui em casa mesmo. Queríamos ter a liberdade de sair para onde quiséssemos, não ter muito trabalho e curtir o momento em paz.
Fizemos somente uma visita à casa dos amigos Eduardo e Márcia. Tivemos uma convivência mais aproximada ao longo desse ano e foi muito legal encontrá-los nesse dia tão especial. A casa estava cheia com seus familiares, mas conhecíamos a todos e isso nos deixou muito à vontade.

Queima de fogos.
Voltamos para casa para guardar o carro e depois fomos andando até a praia para assistir a queima de fogos. Sempre vamos à igreja agradecer a Deus pelo ano que está terminando e pedir que o novo ano seja abençoado, ou passamos a virada na casa de parentes. Mas desde o ano passado, minha filha esboçou esse desejo, então decidimos que faríamos isso em família e foi muito bom. Curtimos a apresentação com muito entusiasmo quando o céu foi iluminado com cerca de 35 toneladas de fogos de artifício durante 15 minutos, em vários pontos da cidade (até fora da praia).

Só nós três.






Retornamos e ceamos com calma, sem pressa, sem stress, nos curtindo como família. Amei tudo isso. Havíamos preparado nossa ceia de forma bem simples. Assei um frangão tipo Chester, fiz uma farofa de banana (receita aqui) e preparei um risoto de palmito (receita aqui)

Farofa de banana nanica.

Risoto de palmito.


Montei também uma salada mista bem light com brócolis, tomates fatiados, azeitonas pretas chilenas (são enormes), palmito de açaí e folhas de rúcula com alface. Como tempero, azeite com ervas e sal. Minha filha quis o mesmo pudim de nozes do Natal, mas ela mesma preparou (veja o post com a receita aqui). 

Salada mista light.


As bebidas foram suco de melancia (agora que sei que é bom, vou tomar sempre - falei a respeito neste post ) e suco de uva integral bem gelados. Coloquei na mesa algumas frutas frescas e frutas secas em vidros de geléia que reutilizo.


Às zero horas do dia de hoje, ganhamos de presente um ano novinho em folha: 2011. O que faremos com esse presente, só depende de nós, mas tenho certeza de que também será um ano muito especial.

Devemos viver intensamente cada momento como se fosse único, pois Deus é que nos dá esse presente. O presente da vida.
Um ano abençoado para vocês. Feliz 2011!


Quel