16 de setembro de 2010

Organização do lar


Quando era solteira, não era muito organizada no dia-a-dia, mas no meu trabalho sempre procurei ter o máximo de organização possível, porque isso era necessário. Numa casa com sete filhos, organização era algo que ficava sempre em último plano. Minha mãe não dava conta e na medida em que fomos crescendo, fomos tentando melhorar a coisa. Como sou dezessete anos mais velha que meu irmão mais novo, de vez em quando acontecia de alguém perder a lição de casa ou trabalho que havia feito, porque os pequenos rasgavam. Mas acontece que me casei com alguém que era “a organização em pessoa”. Penei um pouco pra me adaptar, mas gostei muito, porque meu sonho sempre foi ter uma casa arrumadinha. Com o tempo, ele ficou menos radical nesse aspecto e eu um pouquinho menos bagunceira. Mas administrativamente, mesmo dentro de casa com nossas finanças, por exemplo, nunca deixei a coisa “pegar”. Quando minha filha nasceu, cuidei dela sozinha e parei de trabalhar fora, mas realizava um trabalho de editoração eletrônica em casa. Os trabalhos surgiam de uma hora pra outra e eu não conseguia manter uma rotina. Outra coisa é que às vezes estava fazendo algo e ela começava a “berrar” (minha filha não sabia chorar) querendo mamar, então largava o que fosse pela metade e a atendia. Aqui, um parêntesis para essa fase: a amamentação pra mim foi algo maravilhoso, porque era o momento em que nós duas estávamos mais ligadas. Não tenho saudades da barriga, mas sim de amamentar. Mas, voltando assunto, apesar de ser assim (não tão organizada ou organizadora), as pessoas que tiveram contato comigo durante esses anos, sempre me elogiaram pela organização e sabe que isso me incomodava? Afinal, eu sabia que lá no fundo era uma grande bagunceira. Então, resolvi mudar de vida e encontrei na Internet um livro que tem me ajudado: “Organize-se num Minuto – 500 dicas para pôr ordem em sua vida” da autora Donna Smallin. Amei! E comprei o outro: “Casa Limpa e Arrumada – Organize-se para cuidar da limpeza sem deixar de viver”. Era tudo o que eu queria, não deixar de viver e ter tudo limpo e arrumado. E comecei a ter minha casa mais organizada a partir daí. Uma dica do livro que tenho colocado em prática: “Procure conhecer todos os produtos de organização doméstica disponíveis. Você vai encontrar a solução ideal para vencer qualquer desafio”. Por isso, toda vez que vejo algo que vai organizar ou diminuir a bagunça, sempre que posso, adquiro. Veja algumas idéias.

Organizador de material de limpeza para carregar pela casa

Organizador de material para reciclagem (fica em baixo da minha pia).

3 comentários:

Chris disse...

Oi Raquel,
Que legal seu blog! Tão doce quanto vc!
Ideias ótimas e bem explicadinho! Bom de ler!
Voltarei mais vezes, com certeza!
Bjs, Chris

Paula disse...

Olá Raquel!
Parabéns pelo blog.
Não estou conseguindo baixar o livro. Você tem alguma dica?
Abraço
Paula

Raquel disse...

Oi, Paula.
Obrigada por visitar meu blog. O livro que citei não foi baixado da internet, mas adquirido. Minha pesquisa foi para encontrar algo que me ajudasse, depois os adquiri.
Bjs